sábado, 8 de agosto de 2009

Figueirense 0 x 1 América-RN


Vou listar a baixo os detalhes da partida que terminou com a derrota para o América-RN.
  • Roberto Fernandes trocou o esquema do 3-5-2 para o 4-4-2, ou seja, ele inventou novamente.

  • Semana passada a diretoria afirmava que iria testar os atletas que receberão poucas oportunidades para depois ver se teria necessidades de contratações. Acho que agora elas deverão ser realizadas, até porque Ale, Totó, Jairo e Marcelo receberam suas chances. E não foram bem.

  • Jairo não deveria ser escalado e sim Kássio.

  • Jeovânio foi poupado. Fizeram o certo para mim. Mais porque então anunciar a semana toda no site que Jeovânio poderia jogar. Ou eles já sabiam que Jeovânio não teria condições, e usaram o fato para trazer mais torcedores ao estádio.

  • Deu certo, oito mil torcedores presenciaram uma humilhante derrota, e ainda por cima não viram o seu ídolo entra em campo.

  • Fernandes foi uns dos únicos que se saíram bem.

  • Rafael Coelho recebeu uma marcação muito forte e por isso não pode desempenhar o seu papel principal que é fazer gols.

  • É uma sacanagem ir ao estádio e ver uma desorganização completa.

  • Você vai ao estádio e ver um atacante camisa 9, Marcelo bater escanteio... Você vai para o jogo e ver diferentes jogadores batendo falta... Ou seja, não tem treinamento, ou isso é falta de organização?

Eu não vou entrar em detalhes sobre a partida em geral, até porque não seria legal comentar aqui sobre o jogo, se é que isso foi um jogo.

Abraços

Um comentário:

jbmartins disse...

Vergonha que presente para os Pais alvinegros, é de chorar seus babacas, Um time sem nada, uma vergonha, Fora Roberto Fernandes com Ale e Toto. Li em um blog que o Jogador ale ate hoje não ganhou um jogo vestidndo a camisa do Figueira, no maximo so empatou, no Jogo contra o Bahia foi expulso, como pode um time se apresentar tão mau diante de sua torcida, não vimos nada, mais uma ves Abre o olho Diretoria, so ouvia o torcida dizendo eu não venho mais passar esta vergonha.